Informações não pedidas e tão pouco necessárias

domingo, 30 de maio de 2010

O vento nos salgueiros

"- Ratinho! - chamou, cheio de alegre excitação. - Pare! Volte aqui! Depressa, venha!
- Ô, Toupeira, venha logo, anda! - chamou o Rato, com disposição, continuando a caminhar.
- Pare por favor, Ratinho! - implorou o pobre Toupeira, com dor no coração. - Tente me entender! É a minha casa! Meu antigo lar! Acabei de sentir o cheiro dele, e está por aqui, bem perto mesmo. E tenho de ir lá, tenho, tenho de ir! Ô Ratinho, volte! Por favor, volte!
[...]
- Eu sei que é uma... uma casinha pobre, miserável, não é como... seus quartos aconchegantes... ou a linda Mansão do Sapo... ou a grande casa do Texugo... mas era a minha casinha... meu lar... e eu gostava dele... e fui embora e o esqueci completamente... e então de repente senti o cheiro dele... na estrada, quando chamei e você não ouviu, Rato... e tudo me veio de repente... e eu queria meu lar! Ô gente, ô gente... e você não voltou, Ratinho... e tive de deixar por lá o meu lar, sentindo o cheiro dele o tempo todo... pensei que meu coração ia explodir. Poderíamos ter ido dar só uma olhada nele, Ratinho... só uma olhada... estava por ali... mas você não voltou, Ratinho, não voltou! Ai-ai, ai-ai!"

Kenneth Grahame

*Vejam só, às vezes estamos magoando nossos amigos só porque não nos damos ao trabalho de parar e ouvir o que estão dizendo...

sábado, 29 de maio de 2010

Suíça 1954 - Dados

Realizada de 16 de junho a 04 de julho de 1954
26 jogos
140 gols
Artilheiro: Kocsis (Hungria) com 11 gols
Classificação final:
Alemanha Ocidental
Hungria
Áustria
Uruguai
Suíça
Brasil
Inglaterra
Iugoslávia
França
Turquia
Itália
Bélgica
México
Tchecoslováquia
Escócia
Coréia do Sul

O jogo final
Alemanha 3X2 Hungria

Data: 04/07/1954
Local: Estádio Wankdorf, Berna
Juiz: W. Ling (Inglaterra)
Público: 47189 pagantes - 63800 presentes
Alemanha: Turek, Posipal e Kohlmeyer; Eckel, Liebrich e Mai; Rahn, Morlock, Ottmar Walter, Fritz Walter e Schaefer. Técnico: Sepp Herberger.
Hungria: Grosics, Buzansky e Lantos; Bozsik, Lorant e Zakarias; Toth, Kocsis, Hidegkuti, Puskas e Czibor. Técnico: Gustav Sebes.
Gols: Puskas (HUN) 6, Czibor (HUN) 8, Morlock (ALE) 10 e Rahn (ALE) 18 do 1º tempo; Rahn (ALE) 39 do 2º tempo.

Foi um jogão hein... Mas os nomes desses jogadores me mataram de rir, sério!

Suíça 1954

Essa foi a Copa dos gols. Tem a maior média até hoje (5,38 por partida), a maior goleada até então (Hungria 9X0 Coréia do Sul) e o jogo com maior número de gols (Áustria 7X5 Suíça). Sem contar que a Hungria, que tinha tudo pra ganhar essa Copa, venceu a Alemanha Ocidental por 8 a 3. Depois foi lá e perdeu na final depois de sair ganhando de 2 a 0, ai ai ai... Nessa Copa o Brasil foi desclassificado pela Hungria, nas quartas-de-final. E é isso.

Brasil 1950 - Dados

Realizada de 24 de junho a 16 de julho de 1950
22 jogos
88 gols
Artilheiro: Ademir de Menezes (Brasil) com 9 gols
Classificação final:
Uruguai
Brasil
Suécia
Espanha
Iugoslávia
Suíça
Itália
Inglaterra
Chile
EUA
Paraguai
México
Bolívia

O jogo final
Brasil 1X2 Uruguai

Data: 16/07/1950
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Juiz: G. Reader (Inglaterra)
Público: 173850 pagantes - 200000 presentes
Brasil: Barbosa, Augusto e Juvenal; Bauer, Danilo e Bigode; Friaça, Zizinho, Ademir de Menezes, Jair Rosa Pinto e Chico. Técnico: Flávio Costa.
Uruguai: Maspoli, Mathias González e Tejera; Gambetta, Obdulio Varela e Rodríguez Andrade; Gigghia, Julio Perez, Miguez, Schiaffino e Morán. Técnico: Juan López.
Gols: Friaça (BRA) 2, Schiaffino (URU) 21 e Gigghia (URU) 34 do 2º tempo.

Nem comento...

Brasil 1950

Bem, o que dizer dessa Copa além de "graças a Deus que eu não era nascida, senão teria morrido"? Como, me pergunto até hoje, COMO aquilo foi acontecer????
Na final o Brasil só precisava de um empate pra ser campeão e estava ganhando por 1 a 0, como foi deixar o Uruguai ganhar? Ta parecendo aquelas vadias do volei... enfim! Em 1993 o goleiro brasileiro que tomou os gols do Uruguai disse: "No Brasil, a pena maior por um crime é de 30 anos. Há 43 pago por um que eu não cometi." É meu filho... futebol é coisa séria.

Teoria literária

Então, ontem percebi que NENHUMA teoria literária serve pra nada. Óbvio que eu já pensava isso como leitora, porque pra um leitor não importa se obra é semiótica ou metaficcional ou se a vertente psicanalítica analisa com "propriedade" (hahaha) e blá blá blá. Simplesmente NÃO IMPORTA. Mas ontem eu percebi que mesmo dentro do mundo acadêmico todas as teorias são inúteis, porque você pode dizer qualquer coisa sobre qualquer coisa. Pode-se aplicar qualquer teoria a qualquer texto. É sério! É só fazer um esforcinho mínimo... Pois eu não consegui aplicar as funções do Propp em uma partida de futebol? Bem... era só um comentário que tinha a fazer.
Love you.

terça-feira, 25 de maio de 2010

LOST - Fim

Ainda não tenho condições de falar. Só to escrevendo aqui pra dizer que AINDA vou fazer um post sobre aquele final, mas não hoje, não agora, porque simplesmente não consigo.

"See you in another life, Brotha."

domingo, 23 de maio de 2010

Meu ídolo!!!!

Um Robert pra matar a saudade.

Una lembracita para los hermanitos!


HAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!

França 1938 - Dados


Realizada de 04 a 19 de junho de 1938
18 jogos
84 gols
Artilheiro: Leônidas da Silva (Brasil) com 8 gols
Classificação final:
Itália
Hungria
Brasil
Suécia
Tchecoslováquia
Suíça
Cuba
França
Romênia
Alemanha
Polônia
Noruega
Bélgica
Holanda
A. Holandesas

O jogo final
Itália 4X2 Hungria

Data: 19/06/1938
Local: Parc des Princes, Paris
Juiz: G. Capdeville (França)
Público: 55124 pagantes
Itália: Olivieri, Foni e Rava; Serantoni, Andreolo e Locatelli; Biavati, Meazza, Piola, Ferrari e Colaussi. Técnico: Vittorio Pozzo.
Hungria: Szabo, Polgar e Biró; Szalay, Szucs e Lazar; Sas, Vincze, Sarosi, Zsengeller e Titkos. Técnico: Karl Dietz.
Gols: Colaussi (ITA) 6, Titkos (HUN) 7, Piola (ITA) 16 e Colaussi (ITA) 35 do 1º tempo; Sarosi (HUN) 24 e Piola (ITA) 37 do 2º tempo.

Deve ter sido um jogão, gol aos 6 e 7 minutos do 1º tempo... UAU!

sábado, 22 de maio de 2010

França 1938

A última Copa antes da Guerra foi a Copa em que o futebol brasileiro começou a despontar. Leônidas da Silva, artilheiro dessa Copa, encantou o mundo mostrando o que os brasileiros sabiam fazer e voltou ídolo da França. Nesse mundial o Brasil chegou às semi-finais, mas deu de cara com a Itália (ainda com ameaças sobre a cabeça) e perdeu de 2 a 1. Eh, Itália, era boa a época em que vocês ganhavam do Brasil hein! Hahahahahahahahaha

Itália 1934 - Dados

Realizada de 27 de maio a 10 de junho de 1934
17 jogos
70 gols
Artilheiro: Nejedly (Tchecoslováquia) com 5 gols
Classificação final:
Itália
Tchecoslováquia
Alemanha
Áustria
Espanha
Hungria
Suíça
Suécia
Argentina
França
Holanda
Romênia
Egito
Brasil
Bélgica
Estados Unidos

O jogo final
Itália 2X1 Tchecoslováquia

Data: 10/06/1934
Local: Estádio do Partido Nacional Fascista (!?!), Roma
Juiz: I. Eklind (Suécia)
Público: 55000 pagantes - 73202 presentes
Itália: Combi, Monzeglio e Allemandi; Ferraris, Monti e Bertolini; Guaita, Meazza, Schiavio, Ferrari e Orsi. Técnico: Vittorio Pozzo.
Tchecoslováquia: Planicka, Zenisek e Ctiroky; Kostalek, Cambal e Krcil; Junek, Svoboda, Sobotka, Nejedly e Puc. Técnico: Karel Petru.
Gols: Puc (TCH) 31 e Orsi (ITA) 36 do 2º tempo; Schiavio (ITA) 6 do 1º tempo da prorrogação.

Ah! E tinha brasileiro bandido jogando pela Itália... hm.

Itália 1934

O que eu tenho para falar sobre essa Copa é, óbvio, que Mussolini não mediu esforços para sediar e ganhar o mundial (entenda-se algumas ameaças de morte).
Essa foi a primeira Copa com eliminatórias e até a Itália teve que participar, mesmo sendo a sede.
Essa também é a pior participação do Brasil em uma Copa do mundo - 14º de 16 times... Ai!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

James Stewart

Hoje é aniversário do James, um dos meus 3 queridinhos. É um grupo seleto. Não é qualquer um que entra não! Bom, esse aqui foi o que mais me deu trabalho, afinal, quando o conheci ele já tinha morrido há 10 anos. Era quase impossível achar os filmes dele (quase... porque eu sou foda!) e ele tem uma filmografia de 97 (!!) filmes. O fato é que devo ter pelo menos uns 80, alguns são impossíveis mesmo. James Maitland Stewart nasceu em 1908 e foi o queridinho de vários diretores, como por exemplo Frank Capra e Alfred Hitchcock. Ele era o máximo!!!!! Nem dá pra falar dos meus filmes preferidos dele porque eu gosto de quase todos (mas tem uns ruinzinhos...), mas tem alguns que merecem destaque:

A comédia dos acusados (1936)
Do mundo nada se leva (1938)
A mulher faz o homem (1939)*
Atire a primeira pedra (1939)
Que mundo maravilhoso! (1939)
Núpcias de escândalo (1940)**
A loja da esquina (1940)
A vida é um teatro (1941)
Festim diabólico (1948)
Winchester '73 (1950)
Meu amigo Harvey (1950)
O maior espetáculo da Terra (1952)
E o sangue semeou a terra (1952)
Um corpo que cai (1958)
Anatomia de um crime (1959)
O homem que matou o Fascínora (1962)

Chega, né! Tem mais filmes dele que eu amo, mas esses aí já ilustram um pouco... E, veja bem, eu gosto de A felicidade não se compra (1946), mas não é um dos meus preferidos dele, nem do Capra. E também gosto do Janela indiscreta (1954), mas não tanto quanto dos outros dois representantes Hitchcockianos da lista. O homem que sabia demais (1956)? Nem comento (vai ser ruim assim no inferno!) Enfim!
Feliz aniversário, James!!!!

*Ele merecia o Oscar por esse.
** Não por esse.

And there are nights when I think
I feel that stare
And I reach out my hand to stroke his hair,
But he's not there.
Jimmy Stewart

terça-feira, 18 de maio de 2010

A guide to recognizing your saints


Bom, pra quebrar um pouco os posts de futebol, aí vai uma dica de filme. Muito bom! E o Robert... Então! O filme é muito bom mesmo! Assistam!

C

Para C.

Meu nome? Meu nome é C. É tudo que posso dizer no momento.
Eu nasci há muito tempo atrás. E vivo por aqui com meus irmãos. A gente vive brigando, mas no fundo a gente não consegue ficar separado. Família... Mas já aconteceram algumas brigas bem feias! Tenho dois irmãos insuportáveis, os outros eu até dou um desconto, mas esses dois. Nossa! O pior é que eles se acham. Com esses dois as brigas são mais feias e mais freqüentes, já que eles moram aqui perto. Às vezes eu apanho, às vezes eles apanham, mas ultimamente eu estou me saindo bem melhor! Ah! E eles brigam entre si também. Adoro só assistir. E eles pegam muito no meu pé, só porque eles já conquistaram a liberdade deles e eu ainda não. Esse é um assunto complicado. Inclusive um desses dois irmãos já me impediu duas vezes de conseguir o que eu tanto queria. Mas ele vai ver só! Eu ainda vou conseguir!!! Mas uma coisa que aprendi desde pequeno é que os amigos são a coisa mais importante para alguém e os meus amigos são os mais fiéis possíveis. São eles que me dão força pra enfrentar cada dificuldade, cada coisa ruim da minha existência, seja as brigas com meus irmãos, seja outros contratempos da vida. Amo demais meus amigos. E como eu disse, eles são incríveis.
Eu passei por uma fase bem difícil na minha vida. Os negócios iam mal e eu tinha certeza que meus amigos iam se afastar, ainda não os conhecia bem. Pensar em fazer novos amigos naquela época? Impossível! Pensava eu. Mas como eu me enganei. Na época em que eu mais precisei, eles estavam lá, firmes e fortes e, para minha surpresa, mais amigos apareceram e me apoiaram e estão comigo até hoje. Na alegria, na tristeza, sim! É quase como um casamento. Meus irmãos também têm muitos amigos, alguns até mais que eu, mas nenhum deles tem amigos como os meus. Por exemplo, um dos irmãos que mencionei acima está passando por um mau momento. Outro dia encontrei um de seus amigos e ele me disse “Nossa, seu irmão está se destruindo, não dá pra ficar perto dele. Vou me afastar por que eu só estou passando raiva com ele.” Fiquei triste pelo meu irmão, porque eu sei que agora é a hora que ele mais precisa de seus amigos, e eles estão abandonando-o. É muito reconfortante saber que meus amigos NUNCA fariam isso. Não que sejam todos perfeitos, não! Tenho vários amigos encrenqueiros, o que me deixa triste às vezes. Mas de uma coisa não posso reclamar: sua fidelidade. Eles me amam. Eu sei disso. Sinto esse amor a cada novo dia. Eu sei que eles nunca vão me abandonar. Tenho certeza disso. Qual dos meus irmãos pode ter essa certeza? Eles podem ter a liberdade deles, mas não tem isso! E eu ainda vou conseguir a minha liberdade, com a ajuda dos meus amigos.
Estou ficando velho já, cem anos, mas ainda tenho muita coisa pra viver. E o caminho parece tão mais brilhante sabendo que nunca estarei sozinho, pois meus amigos, esse bando de loucos, estará sempre comigo!
Meu nome? Meu nome é C. C de coragem. C de coração. C. de Corinthians. C de campeão.

Homenagem

Olha, fui eu que fiz isso, alguns podem acham brega ou sei lá. MAS É O MEU TIME QUERIDO QUE EU TANTO AMO, ENTÃO CALA A BOCA! Ok?

Joyce, pra você...

A piada do porco e da vaca:

Um avião caiu na floresta. Restaram apenas três sobreviventes: um indiano, um judeu e um argentino. Caminhando entre as árvores da grande floresta, encontraram uma pequena casa e pediram para passar a noite.

O dono da casa disse:- Minha casa é muito pequena, posso acomodar somente duas pessoas. Um terá que dormir no curral.

O indiano respondeu:- Eu dormirei no curral, sou indiano e hinduísta, necessito praticar o bem.

Após uns 30 minutos, batem à porta da casa. Era o indiano, que disse:- Não posso ficar no curral. Lá tem uma vaca, que é um animal sagrado. Eu não posso dormir junto a um animal sagrado.

Então o judeu respondeu:- Eu dormirei no curral. Somos um povo muito humilde e sem preconceitos.

Após uns 30 minutos, batem à porta da casa.
Era o judeu, que disse:- Não posso ficar no curral. Lá tem um porco, que é um animal impuro. Eu não posso dormir junto a um animal que não seja puro.

Então, o argentino, ‘muy chateado da vida’, aceitou dormir no curral.

Após uns 30 minutos, batem à porta da casa.
Eram o porco e a vaca.

Fonte: http://www.bardozel.com.br/category/piadas/argentino

A piada do aeroporto

Pra quem ficou curioso...

Depois da eliminação da Copa (2002) os argentinos e os franceses se encontram no aeroporto. Aí o técnico argentino diz para o Francês:
- Quem diria, hein? Sermos eliminados na primeira fase... Agora estamos aqui, todos tristes, voltando pra casa, na mesma situação.
Aí o técnico da França diz:
- Na mesma situação não. EU to voltando pra França!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Diário 7

16 de agosto de 2004, segunda-feira

[...]
Antes da bomba, vou contar um pequeno incidente do mês de julho.
Dia 08/07 começou a Copa América (eu fui ao show do Charlie Brown Jr., em Ata) [??], Brasil X Chile, o Brasil ganhou de 1X0 e estava uma merda, não tinha nenhum titular, tanto que nem foi considerada seleção principal, e descemos a lenha no Parreira (inclusive eu), no 2º jogo o Brasil ganhou de 4 a 0 ou 4X1, não me lembro direito, acho que da Costa Rica e depois, já classificado, perdeu para o Paraguai, e desce o cassete no Parreira.
Aí... em um certo restaurante do Peru (país sede) um comentarista da Rede Globo ouviu um diálogo entre um garçom e o técnico da Argentina, que dizia o seguinte:
P.S. O Brasil iria enfrentar o México nas quartas.
- Garçom - Então, acha que vai dar Brasil ou México?
- Técnico - México, claro.
- G - O senhor parece tão tranquilo com a possibilidade de enfrentar o Brasil, tá aqui no restaurante, não se preocupa?
- T.A. - O Brasil não me tira mais o sono, nem o apetite.
Até aí tudo bem, o Brasil ganhou do México e foi para as semi-finais enfrentar o Uruguai e num jogo emocionante que foi decidido nos pênaltis (assistido pelo bem atento técnico da Argentina) o Brasil foi para a final enfrentar a... Argentina.
Aí tivemos que suportar todo tipo de comentário dos argentinos, inclusive esta pérola saída da boca do técnico:
"- Se a minha Seleção perder para o time reserva do Brasil eu nem volto p/ a Argentina."
Essa foi o fim, aí no dia do meu aniversário 25/07, a grande final, aí vai, começou o jogo, 1 a 0 p/ a Argentina, no último minuto do acréscimo do 1º tempo o Brasil empatou, aí foi indo, indo, indo eu estava quase tendo uma parada cardíaca quando o Galvão disse:
"- E vai entrar D'Alessandro."
Ai, na hora que ele disse isso eu quase morri, sabe quem é D'Alessandro? O idiota que jogava no River que foi o principal responsável pela desclassificação do Corinthians da Libertadores, eu detesto ele, ele é pirracento, nojento, mas tá, o tempo foi passando e o jogo indo p/ os pênaltis, 35, 38, 40, 43 minutos e... gol... da Argentina, nossa, foi terrível, ver aquele técnico desavergonhado morrendo de comemorar, os jogadores argentinos jogando bola pra fora, fazendo graça, substituição, pirraça. tudo pra passar o tempo, e o Galvão, a equipe da Globo tudo falando assim:
"- Agora acabou o jogo, eles vão ficar fazendo isso até o juiz apitar, é a experiência argentina."
Aí, na sala de casa estava eu, o Carlos, minha tia e meu tio e quando eles acabaram de falar, eu inconformada disse, num impulso:
"- Eles estão esquecendo que o Brasil empatou no último minuto do 1º tempo, o Brasil ainda vai fazer um gol pra calar a boca de todo mundo."
O jogo ia até os 48 min. e a bola só nos pés dos argentinos, então o Brasil pegou a bola foi, foi, foi, foi... gol.

GOL

No último segundo do jogo.
Foi demais, demais..., os argentinos ficaram loucos, aí o Edu foi lá e falou assim:
"- Vai, pisa na bola agora."
Nossa, os argentinos se revoltaram, decisão nos pênaltis.
Pra encurtar a história, o 1º pênalti quem cobrou foi o D'Alessandro e o Júlio César defendeu, o Brasil foi campeão fácil fácil nos pênaltis (5 a 3 ou 4 a2, não lembro) (Comentário posterior: foi 4X2) e o técnico argentino com a sua seleção foi obrigado a assistir a premiação do Brasil.
A cara deles, como diz a propaganda do cartão de crédito, não tem preço.
Um belo presente de aniversário.

Comentário: Foi o dia mais feliz da minha vida!

P.S. Tentei colocar o vídeo do gol do Adriano aqui, mas não deu certo. É por isso que amo o Adriano incondicionalmente.

Diário 6

23 de junho de 2002, domingo.

[...]
Deve ter + coisas p/ contar mas eu não me lembro, então... Vamos ao mais importante:
Você deve saber que estamos em Junho, de 2002 e isso quer dizer que estamos em clima de ..... COPA DO MUNDO
Você nem acredita Anne, já estamos nas semi-finais. AH!!!!
Bom, vamos resumir.
A Copa começou dia 31/05 com França e Senegal. Dá p/ adivinhar o que aconteceu? Não? Ah! Ah! Ah! A França perdeu de 1 a 0: Legal né? E o melhor de tudo é que a França foi eliminada na 1ª fase, exatamente por 3X0, isso porque perdeu de 1X0 de Senegal, empatou em 0X0 com o Uruguai e perdeu de 2X0 p/ a Denmark [?] e não marcou nenhum gol, feio né? Feio também fez a outra favorita, a Argentina que também foi eliminada na 1ª fase.
Bom, esta é a Copa das surpresas:
Senegal (estreante) chegou às 4ª de final, eliminando times como França, Uruguai (1ª fase) e Suécia (8ªs).
Turquia: está nas semi-finais, mas não com uma campanha tão gloriosa como a de Senegal, eliminou até agora Costa Rica e China na 1ª fase, Japão nas 8ªs e Senegal nas 4ªs e na semi vai enfrentar ninguém mais, ninguém menos que nós, os Brasileiros, pela 2ª vez nesta Copa. Os EUA chegou às 4ªs eliminando Portugal e só parou na Alemanha, com a ajudinha do juiz.
Agora vamos à Coréia do Sul que enfrentará a Alemanha nas semi.
A Coréia está descaradamente sendo ajudada pelos árbitros, assim foi contra a Itália (8ªs), e contra a Espanha (4ªs) que foi uma vergonha, assim como toda a arbitragem dessa Copa, se for ver bem, a Copa do Mundo desse ano vai ser dos árbitros.
Agora vamos à nossa seleção Brasileira e é esse o motivo de eu não querer ir + p/ os EUA. Em época de Copa do Mundo eu fico hiper patriota e até nem odeio mais o Brasil. [Abstrai isso. E eu tinha meus motivos.]
Bom, vamos lá.

- Os convocados foram

Defesa
Lúcio
Roque Junior
Edmilson
Anderson Polga
Gol
Marcos
Dida
Rogério
Laterais
Roberto Carlos
Cafú
Junior
Belleti
Meio-campo
Emerson
Gilberto Silva
Kléberson
Vampeta
Kaká
Juninho Paulista
Atacantes
Ronaldo [Ele já era 'Ronaldo']
Ronaldinho G.
Denilson
Rivaldo
Edilson [WTF]
Luizão [WTF 2]
Técnico
Luiz Felipe Scolari

- O Romário não foi convocado.
- 1 dia antes da estréia o capitão Emerson se machucou em uma brincadeira de reconhecimento do gramado e Ricardinho foi convocado.
- Rivaldo está sendo considerado o melhor jogador em campo na maioria dos jogos.
- A defesa do Brasil é uma merda.
- O Brasil jogou péssimo os dois 1ºs jogos, melhorou um pouquinho no 3º, voltou a jogar ruim nas 8ªs e fez um belo jogo nas 4ªs (isso excluindo a defesa, é claro).
Campanha Brasileira
1º jogo: Brasil 2X1 Turquia
Brasil ajudado pelo juiz, com um pênalti que não foi pênalti.
2º jogo: Brasil 4X0 China
O adversário era fraco, o Brasil estava péssimo.
3º jogo: Brasil 5X2 Costa Rica
Foi um belo jogo.
8ªs: Brasil 2X0 Bélgica
Foi sorte.
4ªs: Brasil 2X1 Inglaterra
A Inglaterra só chegou ao gol do Marcos 1 vez, no que resultou no gol em um erro grosseiro do Lúcio, fora isso o Marcos não teve problemas e a seleção jogou bem, a estrela de Beckham nem brilhou.
- O Brasil foi, junto com a Espanha o único a se classificar com 9 pontos.
Gols:
1º jogo: Ronaldinho [sim, é o Gordo] e Rivaldo (pênalti).
2º jogo: Edmilson, Ronaldinho, Roberto Carlos (falta), Rivaldo.
3º jogo: Ronaldinho (2), Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho (Pênalti) e Junior.
8ªs: Ronaldinho, Rivaldo.
4ªs: Rivaldo Ronaldinho G. (falta)
P. S. Ronaldinho G. foi expulso no jogo contra a Inglaterra.
Chega.


4 de outubro de 2002, sexta-feira

Em 1º lugar vamos ao mais importante: "A Copa do Mundo."
Pelo tempo que eu demorei você já deve ter previsto o que aconteceu, mas deixe-me falar. [Drama]
Nas semi-finais enfrentamos a Turquia e ganhamos de 1X0, com um gol de bicudo do Ronaldinho.
A outra semi foi Alemanha X C. Sul e a Alemanha ganhou.
Já imaginou a final né?

BRASIL X ALEMANHA

Que coisa, não? A 1ª vez que se enfrentam e justo em uma final, mas antes de falar o que aconteceu devo dizer que o Ronaldinho foi artilheiro, o Khan (nem sei se assim que se escreve, já faz tanto tempo), goleiro da Alemanha foi o melhor jogador da Copa, e o Luiz F. Scolari não é mais técnico da seleção.
Já sabe quem ganhou?
O jogo terminou 2X0, sabe pra quem?
Devo dizer também que o goleiro da Alemanha, o melhor do mundo, disse antes do jogo que artilheiro bom é aquele que faz gol nele.
Agora sem + blá blá blá quem fez os 2 gols foi o....................................

RONALDINHO (9) que é do

BRASIL, o único país

PENTACAMPEÃO

do mundo.

Emocionante não?
Os argentinos ficaram rasgando, mas quem pode, pode né?

Comentário: Resolvi colocar os comentários no corpo do texto mesmo, entre colchetes.

Oi

Vou colocar mais dois post do diário e sobre a Copa da Itália em 34 ainda hoje. Mas estou escrevendo esse aqui pra explicar que os próximos do diário são um contraponto a esse último, que foi uma tragédia. Agora vou colocar o que escrevi depois de 2002 e, lógico, o dia mais feliz da minha vida, a final da Copa América de 2004, que foi no dia do meu aniversário. Nossa, to tão animada sem motivo. VEM LOGO COPA!

Diário 5

18 de setembro de 1998, sexta-feira

Queridíssima Anne.

Em primeiro lugar vou contar-lhe porque estou lhe escrevendo é que eu estou lendo o livro "O diário de Anne Frank" novamente, mas não pense que eu só lhe escreverei nas vezes em que eu ler é que eu havia me esquecido um pouco, desculpe.
Acho que devo explicar porque estou escrevendo de caneta azul é que a roxa acabou a tinta.
Bom, por onde devo começar... pela tragédia.
No dia 23/06 o Brasil perdeu para a Noruega, mas até aí tudo bem, sem contar que no mesmo dia o Leandro da dupla sertaneja "Leandro e Leonardo" morreu.
No dia 27/06 o Brasil enfrentou o Chile pelas oitavas de final e venceu 4X1.
No dia 03/07 enfrentou a Dinamarca pelas quartas-de-final e venceu por 3X2.
Nas semifinais, dia 07/07/98 (exatamente 4 anos depois da partida da Copa de 94 contra a Holanda pelas quartas-de-final pela qual vencemos de 3X2) o Brasil pegou a Holanda e num jogo dramático o Brasil acabou vencendo na disputa de pênaltis graças às duas espetaculares defesas do Taffarel.
Aí..., no dia 12/07/98, a grande final contra a França, para mim já éramos penta porque a França não é de nada a não ser a vantagem de jogar em casa.
Depois de muita confusão com o caso Ronaldinho (que depois eu conto) (Comentário posterior: Mirane você não aprende hein. Pode reparar que eu nunca voltei a um assunto que eu dizia "depois eu conto") o Brasil entrou em campo e aquilo me emocionou ao ver o meu país na final da Copa e eu que já tinha certeza do penta me fortaleci ainda mais, comprei até uma bandeira no dia 11.
90 minutos de jogo, dá pra imaginar o que aconteceu? Não?! Pois bem, o Brasil foi pentacampeão, certo? Errado, perdemos de 3X0 e isso foi a coisa mais triste que me aconteceu e não consigo me recuperar até hoje.

Comentário: Gente, LEMBREM-SE, eu era bem novinha nessa época. Tá! Isso não desculpa a falta de pontuação... mas eu disse que ia manter exatamente como escrevi aqui e estou fazendo isso.
Nossa! Já passei por tanta desgraça na minha vida e, no entanto, o Brasil perder a Copa é mais trágico pra mim do que meus pais me abandonarem, eu não conhecer meu irmão e minha família me odiar (pouco apaixonada por futebol, não?). Viu, psicólogos e psiquiatras, provavelmente a minha depressão é causada pela final de 1950!
E só pra terminar, EU VOU FALAR MUITO DE FUTEBOL POR AQUI NOS PRÓXIMOS DOIS MESES. Eu já amo futebol normalmente, em época de Copa... GOD!

E como não poderia deixar de ser

Hoje faz 6 meses que visitei o túmulo do Tolkienzinho... QUE SAUDADE DO BANQUINHO VERDE!!!!!!!

domingo, 16 de maio de 2010

Curiosidade de ordem outra

"Oxford saiu-se melhor que quase qualquer outra cidade britânica durante a Segunda Guerra Mundial. Hitler considerava a cidade um lugar tão lindo que queria preservá-la a todo custo, e na verdade a reservara como a futura sede de seu governo. Assim, graças a um raro pacto entre nações em guerra, acertou-se de início que, em troca de a RAF jamais despejar bombas em Heidelberg e Göttingen, a Luftwaffe deixaria Oxford e Cambridge intocadas." (WHITE, 2001. p. 172)

Uruguai 1930 - Dados


Realizada de 13 a 30 de julho de 1930
18 jogos
70 gols
Artilheiro: Stabile (Argentina) com 8 gols
Classificação final:
Uruguai
Argentina
EUA (WTF?)
Iugoslávia
Chile
Brasil
Romênia
Paraguai
França
Peru
Bélgica
Bolívia
México

O Jogo Final
Uruguai 4 X 2 Argentina

Data: 30/07/1930
Local: Estádio Centenário, Montevidéu
Juiz: Jean Langenus (Bélgica)
Público: 67300 pagantes
Uruguai: Ballesteros, Nazassi e Mascheroni; Andrade, Fernandez e Gestido; Dorado, Scarone, Castro, Cea e Iriarte. Técnico: Alberto Suppicci.
Argentina: Botasso, Della Torre e Paternoster; Juan Evaristo, Monti e Suárez; Peucelle, Varallo, Stabile, Manuel Ferreyra e Marino Evaristo. Técnico: Francisco Olazar.
Gols: Dorado (URU) 12, Peucelle (ARG) 20 e Stabile (ARG) 37 do 1º tempo; Cea (URU) 12, Iriarte (URU) 23 e Castro (URU) 44* do 2º tempo.

*Esses uruguaios filhos de uma puta tem mania de fazer isso.

Fonte da maioria das informações (maioria, não tudo): Revista Guia da Copa, de 2002.

Uruguai 1930

Bem, vou trazer algumas curiosidades específicas de algumas Copas, depois umas mais gerais, ok! Aqui vai uma coisa que eu achei legal de 1930: Na final (Uruguai e Argentina (América do Sul é foda!)) cada um dos times queria jogar com uma bola. Os uruguaios com uma bola fabricada no Uruguai e os argentinos com uma bola fabricada na Argentina. A solução encontrada pelo árbitro foi que cada tempo seria jogado com uma bola. Coincidentemente, no primeiro tempo, que foi jogado com a bola argentina, a Argentina saiu vencendo por 2 a 1. No segundo tempo, com a bola uruguaia, o Uruguai virou e foi campeão da primeira Copa do Mundo da Fifa!
Nice! Imagine só se tivesse sido a Argentina. (Eca!)

Como eu disse

Estarei começando a ir trazendo algumas curiosidades das Copas. Sim, elas são muito curiosas!
E pra começar, uma fotinha simpática:

É a seleção italiana da Copa de 1938. Com o Mussolini. E a Itália no jogo contra a França jogou com uma camisa completamente preta. (?!)
Já volto com mais
Love you.

Quem são?

Os bandidos que estão votando na Argentina?

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Convocação

Aí vão os nomes:

Goleiros:
Júlio César (Inter de Milão-ITA)
Doni (Roma-ITA)
Gomes (Tottenham-ING)

Defensores:
Maicon (Inter de Milão-ITA)
Daniel Alves (Barcelona-ESP)
Michel Bastos (Lyon-FRA)
Gilberto (Cruzeiro)
Lúcio (Inter de Milão-ITA)
Juan (Roma-ITA)
Luisão (Benfica-POR)
Thiago Silva (Milan-ITA)

Meias:
Gilberto Silva (Panathinaikos-GRE)
Felipe Melo (Juventus-ITA)
Josué (Wolfsburg-ALE)
Kléberson (Flamengo) (?)
Kaká (Real Madrid-ESP)
Elano (Galatasaray-TUR)
Ramires (Benfica-POR)
Júlio Baptista (Roma-ITA)

Atacantes:
Robinho (Santos)
Luís Fabiano (Sevilla-ESP)
Nilmar (Villarreal-ESP)
Grafite (Wolfsburg-ALE)

Cadê o Ganso? Hahahahahahahahahahahahaha

Homem de Ferro 2

Bem, gente. Esse textinho que, à primeira vista, pode parecer meio incoerente (ele só faz sentido completo se vc ler depois da crítica da Lívia) é uma resposta à crítica ao filme feita pela Lívia (que eu adoro, não é nada pessoal, só opiniões diferentes), no blog dela (leiam, é muito bom!). Eu não sou uma grande conhecedora dos quadrinhos nem nada e tenho certeza que alguns viciados vão me xingar, mas só quis expressar minha opinião em relação ao filme e responder algumas observações da Lívia que eu não concordei. SÓ! Eu ia caprichar mais, mas tenho mil coisas pra fazer, então aí vai:

Eu não acho que as pessoas vão assistir “Homem de Ferro” porque tem explosões. A maioria vai porque é fã dos quadrinhos ou só do Homem de Ferro das telonas mesmo. Pelo menos nas vezes que eu fui, só tinha fãs. Claro que pode ter um retardadinho que vai por explosões, mas isso acontece em qualquer filme, quando se é retardado. “Ah, vou pelas explosões”, ou “Ah, vou pelas mulheres sem roupa”. Bem... o primeiro filme do Homem de Ferro eu assisti um pouco por causa do Robert, porque eu adoro ele e quis assistir todos os filmes dele, mas dos super-heróis o Homem de Ferro sempre foi meu favorito, assim como o Batman, porque eles são humanos e a apelação é menor. Enfim, gosto é gosto. E é complicado falar de roteiro em adaptação, principalmente em adaptação de quadrinhos. É óbvio que são coisas diferentes, mas o roteirista do filme não pode fugir completamente do texto base, ele não tem tanta liberdade assim. Então dizer que “alguém decidiu que queria deixar a trama mais complexa, e tentou fazer uma coisa truncada que irradia lógica” não é realmente verdade, porque o roteirista tem uma base e não pode fugir muito dela. Não dá pra tratar nenhum dos filmes de heróis como uma produção cinematográfica normal, porque não é e se desconsiderarmos o fato de ser uma adaptação é óbvio que vai ser ruim.


O início é bem um exemplo de como não dá pra fugir muito da base. É claro que hoje, pra gente, é clichê um russo ser vilão e o herói ser americano etc. Mas os quadrinhos foram escritos durante a Guerra Fria, é claro que os vilões eram russos. E a maioria dos heróis, tanto da Marvel quanto da DC foram criados para passar uma imagem positiva dos norte-americanos: Super-Homem, Capitão América (quer mais explícito que esse?), Homem de Ferro, etc. Agora, como fugir disso? Mudar a nacionalidade do Tony Stark? Ou do vilão? SIMPLESMENTE NÃO DÁ! Porque aí deixa de ser O Homem de Ferro e passa a ser uma cópia que, tenho certeza, todo mundo ia odiar e falar: “Ai, só mudaram pra não ser americano, que idiota e blá blá blá...”


Em relação à parte que ele desce no palco. Aquele é o Tony Stark. Ele é daquele jeito, exagerado, debochado. Não dá pra mudar a personalidade do personagem, porque quando isso acontece é MUITO irritante (né, Mike Newell?)


Agora uma coisa que devemos ter em mente SEMPRE. A tecnologia presente nos filmes do Homem de Ferro é exagerada, mas é coerente, porque devemos entender que embora seja o nosso mundo e até nossa época, há uma verossimilhança interna. Lá é normal aquela tecnologia e ela faz sentido naquele ambiente. Os filmes de super-heróis tem a obrigação de ser coerentes com as histórias dos super-heróis, não com o nosso mundo. Tolkien já dizia...


Bom, o pai do Ivan era físico, assim como ele, então... não é tão absurdo assim conseguir matéria-prima. E não foi a Pepper que levou a Scarlett Johansson lá, ela se infiltrou a mando do Nick Fury.


Mas o Rhodes tinha acesso às armaduras e ele praticamente acompanhou o “fazimento” delas, não é tão absurdo assim ele conseguir pilotar (nos quadrinhos ele também usa, mas não nesse contexto)


Ok, agora vamos ao Xis da questão: a criação do novo elemento. Olha a verossimilhança, minha gente. Naquela realidade, com aquela tecnologia, no laboratório super foda do Tony Stark, é super possível fazer o que ele fez, que eu entendi como uma nova combinação de átomos, cuja estrutura o pai dele já tinha deixado montada na maquete da cidade. Já o fato desse novo elemento dar certo pra substituir o paládio, bem, o negocinho que ele usa no peito é uma miniatura do reator Ark, é super normal que o pai dele tenha pensado nesse novo elemento como uma alternativa para o paládio (que provavelmente era usado também como “bateria” para o reator).


Em relação à conversa entre as armaduras, achei que fosse óbvio. Elas se comunicam através do Jarvis, todas são ligadas a ele, assim é absolutamente NORMAL eles se falarem.

domingo, 9 de maio de 2010

Amigos

Ok! Algumas pessoas podem ficar bravas com esse post, mas nem ligo.
Tenho amigos? Talvez. Na maioria das vezes poderia responder que sim. Mas onde estão eles agora, quando eu mais preciso? Alguns estão ocupados, eu sei. Não reclamo. Mas do número de pessoas que se diz ser meu amigo, no mínimo umas 5 estão completamente à toa agora, mas não se dão ao trabalho nem de perguntar o que está acontecendo. Me ignoram, na verdade. O pior é que hoje eu não to nem triste. Só indignada mesmo.
E só pra constar, acho uma puta falta de sacanagem falsidade. Não pedi pra ninguém dizer que me ama e ser meu amigo, as pessoas fizeram isso por livre e espontânea vontade. Se não quer mais, é só falar. Só não me faz de idiota, pq aí a coisa fica bem pior...
And fuck you all.

Diálogos possíveis 2

No nosso último episódio o Homem de Ferro acaba de chegar e cutucar o Batman no ombro.
- Olá! É impressão minha ou você tá se metendo com a minha namorada?
- Sua namorada? Tá brincando. Ela não ia ser burra de ficar com um heroizinho de merda da Marvel quando pode ter o Batman.
- Pois é, mundo engraçado esse, né? - Diz o Homem de Ferro, se segurando pra não dar um baita de um soco no Homem Morcego.
- Você é uma piada, coloco você no bolso se quiser. Meus quadrinhos são melhores. Meu filme é melhor.
- Seu filme? SEU filme? Hahahhahahahahahaha. Você tá querendo dizer o filme do Coringa? Realmente, ele é um dos melhores filmes que já tive o prazer de assitir.
- PÁRA COM ISSO. - Diz o Batman completamente descontrolado. - VOCÊS TEM QUE PARAR COM ISSO!!! É MEU FILME. MEU FILME. AQUELE PALHAÇO É UM MERO COADJUVANTE. EU SOU O BATMAN. É MEU FILME. MEU! E sai correndo desesperado.
Num canto, aparece o Coringa:
- Hahahahahahahahaha. I like you Iron Man. I like you. Talvez devêssemos trabalhar juntos. O que você acha?
- Sai pra lá, palhaço. Não me misturo com gente da DC. Vamos, Mi.
O Homem de Ferro estende a mão para Mirane e nesse instante o Coringa percebe sua presença:
- Oh, hello, beautiful!
Mas o Homem de Ferro já puxou sua amada pela cintura e levantou vôo. Antes de sumirem no horizonte, no entanto, Mirane olha para trás, afinal, é o Coringa...

Não percam a terceira e última parte dessa incrível aventura. No próximo episódio Coringa X Homem de Ferro em luta pela bela donzela Mirane.

Já estava dormindo

mas resolvi acordar para compartilhar algumas pérolas de sabedoria:

Tá nervoso? Bate em alguém ou quebre alguma coisa. Pescar e beijar na boca NÃO FUNCIONA!

Você pensa que cachaça é água? Ok! O recomendado é 2 litros por dia. No mínimo.

Ah! Tinha mais, mas minha sabedoria tem amnésia.

Love you.

Era o porco e a vaca

Hahahahahahaahha, não consigo parar de rir até agora.
Não viu a piada? Sorry, era boa de verdade!

sábado, 8 de maio de 2010

Copa do Mundo

Então, eu sou MUITO viciada em futebol e adoro Copa do Mundo, mas depois do que passei na quarta-feira percebi que preciso me afastar um pouco do futebol. GOD! Eu ainda morro durante um jogo, tenho certeza. Isso porque eu já me afastei um pouco, já fui muito pior. Mas aí vem a Copa do Mundo. COMO EU VOU CONSEGUIR ME AFASTAR DO FUTEBOL DURANTE A COPA DO MUNDO? IMPOSSIBLE!!!! Mas eu preciso, senão eu morro! Ai... lembro de 1998, tinha certeza que ia ver o Brasil ser campeão... e diga-se de passagem, eu sou de uma geração vencedora em termos de Copa. Vi o Brasil em 3 finais, das quais perdemos uma. Não foi fácil. Mas vamos lá. Pra quem tem preguiça ou não gosta de comprar revistas sobre Copas, mas tem curiosidade, vou colocar algumas informações e curiosidades aqui, ok? Começando com o básico: sedes e campeões:

1930 - Uruguai. Campeão: Uruguai
1934 - Itália. Campeão: Itália
1938 - França. Campeão: Itália
1942 - Segunda Guerra Mundial
1946 - Segunda Guerra Mundial
1950 - Brasil. Campeão: Uruguai (Filhos da Puta)
1954 - Suíça. Campeão: Alemanha
1958 - Suécia. Campeão: Brasil (Yeah!)
1962 - Chile. Campeão: Brasil (Again, again!!!)
1966 - Inglaterra. Campeão: Inglaterra
1970 - México. Campeão: Brasil (Ai, cansa... rs)
1974 - Alemanha. Campeão: Alemanha
1978 - Argentina. Campeão: Argentina
1982 - Espanha. Campeão: Itália
1986 - México. Campeão: Argentina (Aham, Cláudia, senta lá...)
1990 - Itália. Campeão: Alemanha
1994 - EUA. Campeão: Brasil (Eu vi, eu vi!!! Que emoção!)
1998 - França. Campeão: França (Nem comento!)
2002 - Japão/Coréia do Sul. Campeão: Brasil (Sim, de novo! Semo foda!)
2006 - Alemanha. Campeão: Itália (Cu)
2010 - África do Sul. Campeão: Brasil (Ops, não pode spoiler, né? Sorry! Rs.)
2014 - Brasil. Campeão: Não posso falar, mas tirem suas conclusões...

Comentários: Reparem que o maior campeão (Brasil) não deu conta de ganhar em casa. Aff! E a Espanha também, vai ser ruim assim no inferno, nós pelo menos ganhamos em outros lugares. Primeiro lugar da Fifa... HA! VOCÊS PERDERAM PARA OS EUA, SEUS RUINZÕES!!!!

Ah, eu puxo saco do Brasil porque é meu país, mas não acredito muito que vai ser campeão esse ano não. E se o Robinho jogar de titular torço pra Argentina. De verdade!

Logo volto com algumas curiosidades, ok?
Love you.

Eu sei

que todos estão esperando que eu fale alguma coisa sobre a eliminação do Corinthians na Libertadores. Mas não to no clima, foi uma puta falta de sacanagem aquilo. Tá certo que o segundo tempo do Corinthians foi medonho, mas esse regulamento é uma piada. De que adiantou terminar com a melhor campanha na primeira fase? Qual foi a vantagem, se com o resultado combinado dos dois jogos (2X2), quem se classificou foi o time de pior campanha e não o de melhor? Vou xingar muito no meu twitter, ok?
Bye!

Nossa, eu tinha certeza que tinha alguma coisa muito importante pra falar, mas esqueci. E agora? Não tenho o que dizer nesse post. Ah! Já sei:

Oi.

Esse é o irmão do banquinho verde.

Hahahahaha

Robert

Ai Deus! Encontrei o Robert ontem. Tava tão lindo! Óbvio que ele me lembrou que é casado e etc., mas eu fingi que não ouvia. A gente passou a tarde inteira andando pelos parques verdes e mágicos. Visitamos um monte de lugares que eu queria que ele conhecesse e agora to com caimbra no dedo. PUTA QUE PARIU, ISSO DÓI PRA CARALHO!!!!
Então. Mas ele teve que ir, disse que volta amanhã, mas não sei se eu vou estar aqui amanhã. É uma pena. Mas ele sempre volta. Eu sei.
Love you.

domingo, 2 de maio de 2010

E ó

Nem adianta comentar o post aí embaixo que eu não vou responder. Já passei raiva demais por causa desse timinho meia boca aí. Passar raiva por causa do Palmeiras, do São Paulo, vc entende, agora isso aí... Ah vá!

Eu não ia fazer isso

Mas não consegui resistir. Sério.
Bem, vamos lá. Nem adianta dizer que é despeito porque paulista a gente tem de sobra. E ter despeito do Santos é realmente coisa de quem não tem o que fazer. Se fosse o São Paulo ou o Palmeiras, vcs até poderiam dizer isso, mas Santos? Sério mesmo? Não!
Eu teria torcido de boa pro Santos, sem problema nenhum, principalmente porque ele é o que menos ameaça a hegemonia corinthiana no paulista. Inclusive, no começo do campeonato (mas beeeem no começo, quando o Santos ainda era um time decente, que jogava realmente bem e a imprensa nem sabia que ele existia), eu pensei que o Santos seria campeão, se continuasse naquele ritmo. Mas eu nunca, NUNCA pensei que seria desse jeito. É que algumas coisas aconteceram.
Naquela época o Neymar era bom jogador (ele ainda é um pouco), um muleque, mas bom jogador. Assim como o Ganso. Mas aí, sabe Deus por que, a torcida (?) do Santos (eu mesma não conheço ninguém) aceitou de volta o maior bandido da história do futebol: Robinho. Será, pelo amor de Deus, que alguém dessa grande torcida que encheu os céus de Rio Preto essa noite de fogos e rojões se lembra de COMO esse bandido saiu do Santos? Aparentemente não! Ou será que se lembram e não se importam? Nesse caso a coisa é pior ainda, porque a torcida (?) é tão bandida quanto o jogador e não tem um pingo de amor ao time. Mas, enfim, ele voltou. E aí fudeu o barraco. Neymar, que ainda se formava como jogador teve a péssima influência do bandidinho aí e virou uma cópia do infeliz. Uma cópia muito melhor, diga-se de passagem, porque o Robinho nunca foi jogador de futebol. Foi palhaço, bandido e outras coisas, mas não jogador. O Neymar vc ainda dá um desconto porque ele JOGA um pouco de bola. UM POUCO.
Mas aí o que aconteceu? De repente. DE REPENTE. A imprensa simplesmente passou a delirar com o time do Santos, que era o mesmo do início do campeonato, agora com o Robinho. Mas o futebol do Robinho é medíocre. Por que, então, já que o time só manteve o desempenho do ínicio, só depois da chegada do Robinho o Santos virou o timaço? O Robinho não fez nada, NADA! Mas mesmo assim... coisa pra se pensar.
E aí, pronto! Não podia olhar pros "meninos da Vila" que era falta, expulsão. Robinho virou árbrito e apitava TODOS os jogos. Ia lá e goleava time pequeno, ganhava de "algum" jeito dos times grandes e as manchetes eram só "Santos é demais".
Eu odeio o Dentinho, justamente porque ele é meio bandido e se joga demais, mas ele melhorou. Por que? Por que por vários jogos, alguns até quando ele sofria falta de verdade, ele era expulso por simulação. E o que o Neymar faz em campo é o que? Ah... é futebol arte! E vc não pode punir a arte. Hoje eu descobri o que significa "futebol arte". Vc mistura futebol com teatro. E embora esses jogadores do Santos fossem meio fraquinhos no quesito "futebol", na parte artística... interpretações dignas de Oscar.
Agora o mais inaceitável é a imprensa e TODO MUNDO ignorar o tanto que o Santos foi beneficiado em TODOS os jogos. O jogo de hoje, por exemplo. Eles perderam o jogo, em casa, passaram vergonha contra um time da segunda divisão que só não foi campeão porque o juiz anulou um gol legalíssimo deles. Alguém comenta? Nããããão. Santos foi campeão. E só. O Neymar socou a mão na cara do jogador do Santo André e caiu. O Juiz fez alguma coisa? Nããããão. O Neymar simulou umas 10 faltas, que o juiz não marcou, ou seja, ele também considerou simulação, mas teve cartão amarelo pra ele? Nããããão. Eu nunca tive tanta vergonha de um jogo de futebol na minha vida igual eu tive desse campeonato paulista desde a chegada do Robinho.
É óbvio que eu já vi time ser beneficiado. Várias vezes. Mas é num jogo ou no outro, não em TODOS os jogos do campeonato. Isso é coisa do campeonato carioca. O futebol paulista vai virar o carioca? Sério?
De verdade, nunca senti tanta vergonha do futebol paulista em toda a minha vida e o pior de tudo, vergonha por causa de um time que só está entre os grandes de São Paulo porque teve a sorte de ter o Pelé no time por uma época, senão, o Santos provavelmente seria menor que a Portuguesa, Ponte Preta e outros times.
Só pra finalizar, pra não ter torcedor (?) do Santos me enchendo: Corinthians, Palmeiras e São Paulo, times de um nível infinitamente maior que o do Santos, nunca precisaram ter o "REI" do futebol no time pra se tornarem o que eles são hoje. Fica a dica!