Informações não pedidas e tão pouco necessárias

terça-feira, 26 de abril de 2011

domingo, 24 de abril de 2011

terça-feira, 19 de abril de 2011

sábado, 16 de abril de 2011

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Wait to die, wait to live... wait for an absolution that would never come

Hoje faz 99 anos que o Titanic afundou. Aproximadamente 1500 pessoas morreram naquele dia. 1500 almas, como diz Mr. Murdoch.
Teria um milhão de coisas pra dizer sobre isso, mas estou cansada. Cansada de dizer tanta coisa sobre tudo. Às vezes é melhor não dizer nada mesmo.
O Titanic é uma das minhas primeiras paixões. Eu que sempre fui apaixonada por tudo que era grandioso não poderia deixar de me apaixonar pelo navio mais lindo, grande, luxuoso e incrível de todos os tempos.
Meus respeitos a todos os mortos naquele naufrágio.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Post do fim do mundo. Ou pra soar mais tolkieniano "Here at the end of all things"

Por que esse nome? Bem, porque eu tenho um milhão de coisas a dizer. Um pouco de tudo. E provavelmente não direi nada.
Não, eu não estou morrendo. Não mais do que qualquer outra pessoa que vive, talvez menos que algumas. É só que deu vontade de escrever. Isso porque eu to sempre escrevendo! Se não aqui, com meus poetas de Okinoh... (:
Gente. Eu sou uma pessoa extremamente insuportável! Eu sei, já disse isso mil vezes, mas é que eu sou mesmo. E egoísta (agora mais do que nunca) e fresca e I don't care! De verdade... eu to tão 'não ligo pra nada no mundo além dos meus lindos jogos de futebol e pra minha realidade fantasiada'. Sim, agora eu tenho uma realidade fantasiada e ela é tão perfeita, tão linda!!!!
Perfeita não no sentido de não ter nenhum problema. Perfeita no sentido de ter somente os problemas que eu quero. Eu sou exatamente quem eu quero ser, convivo com pessoas que são do jeito que eu queria que as pessoas fossem e tudo é muito melhor. Eu sei que na realidade real as coisas não podem ser assim. Já desisti disso faz tempo. E nem vem me falar que o bonito do mundo é aceitar as pessoas do jeito que elas são e amá-las é aceitar seus defeitos e blá blá blá... I DON'T CARE! Dei 26 anos de chance pro mundo e pras pessoas. Todos me decepcionaram todo o tempo, então, dane-se! Agora podem ser quem vocês quiserem porque eu não ligo mais! É bem possível que eu continue me decepcionando com as pessoas, mas o tombo é tão menor, vocês não fazem ideia! Pode ser que eu me arrependa disso mais pra frente? Pode ser. Mas já me arrependi de coisas muito piores... Eu sei que tem pessoas que se esforçam pra fazerem o que eu disse, esse negócio de aceitar com os defeitos e tal, mas ninguém, NINGUÉM me aceita exatamente do jeito que eu sou e eu cansei de fingir. Não vou mais. Acabou. Quem chegou mais perto disso é certamente o Fer, embora ele ainda me atormente com algumas coisas e não tiro a razão dele. Lembrem-se, eu disse desde o começo: eu sou insuportável. A culpa não é das pessoas, é minha! Não estou culpando ninguém. O problema é quando você é insuportável para as pessoas pelos motivos errados... mas não entrarei nesse assunto. A questão é que eu sempre achei que o problema era comigo, mas culpava as outras pessoas e ficava me fazendo de coitada. Agora eu mudei de postura. Eu sei que o problema é comigo, o problema é meu e ninguém tem nada a ver com isso! E assumindo isso, eu posso assumir também, principalmente pra mim, o que eu acho que é bom, por isso digo agora: dane-se todo mundo. Não ligo para o que você acha. Cansei de pedir ajuda e nunca ter. Cansei de chorar. Cansei de ser idiota.
Ninguém nunca me entendeu. O pior é ter que aguentar pessoas (isso não é indireta pra ninguém e caso fosse seria pra todo mundo que conheci até hoje) dizendo que tudo vai ficar bem e que eles estarão sempre do meu lado. Porra, não promete o que não pretende cumprir! Tudo bem você prometer uma coisa que você tem intenção de cumprir. Outra coisa é você prometer coisas que você sabe que não vai fazer. Eu acredito, caralho! E me fodo depois...
Mas não estou aqui pra culpar ninguém de nada, só estou deixando clara minha atual posição. Não ligo mais. Ainda vou chorar? Com certeza! Ainda vou querer morrer? Definitivamente! (sempre quero!). A questão é que agora isso é só problema meu e ninguém tem nada a ver com isso, a não ser as pessoas que eu elegi na minha realidade fantasiada. Sou doida? Bem, isso é problema meu. Nenhum homem é uma ilha, como disse Jon Bon Jovi (se você é burro demais pra entender a piada o problema é seu)? Bem, I am no man! (:
E nem uma ilha! Eu sou um continente inteiro, com toda essa gordura... Mas eu sou o continente que tem tudo e todos que eu preciso, portanto eu não preciso de você e sua vidinha perfeita! (Há, ADORO essas referências!)
Agora vamos falar de outra coisa. Um conselho, eu diria: cuidado com o que você faz aos outros. O que você diz, o que você promete, o que você faz. Você pode estar fazendo com que alguém faça o mesmo que eu, ou seja, abandone qualquer tipo de fé nas pessoas por ter acreditado em você.
Óbvio que isso serviria pra mim também, caso eu ainda me importasse. Mas eu não ligo se isso vai fazer alguém chorar ou querer morrer ou perder a fé em mim (você ainda tem? hahahahahaha, idiota!), porque todos fizeram isso comigo e ninguém se importou. Então, por que, POR QUE haveria eu de me importar? Essa é a parte que eu explico o quanto eu estou egoísta.
Como eu disse, óbvio que posso me arrepender de tudo isso. Inclusive agora estou até chorando (ajudada pela trilha sonora) ao pensar a que ponto eu cheguei e pensando se não deveria apagar tudo isso pra não magoar as pessoas. Mas dane-se! Sou uma mulher ou um pé de jambo? (hum... nenhum dos dois, sou uma criança, como já disse. Na verdade eu sou um rinoceronte!) Tenho que assumir as consequências das minhas decisões e palavras.
Não sei se já disse isso, mas isso não é, de modo algum, indireta pra ninguém. Estou falando de um modo geral geral. Inclusive imagino que meus amigos devem até se sentir meio ofendidos, mas sorry! É a verdade! Não vou ficar amenizando as coisas senão perde seu verdadeiro sentido, se é que há sentido em alguma coisa além daquelas em que projetamos os sentidos que queremos.
Cansei. Nem comecei a falar as coisas que queria, mas já cansei.
Super beijo e sejam felizes se isso é possível pra vocês.
Caso alguém não tenha entendido o recado, aqui vai um resumo: vocês (entenda-se por 'vocês' aqui todas as pessoas que existem no mundo, inclusive as que eu não conheço, mas que fizeram animais sofrerem ou outras pessoas e não só eu. Também pode incluir o mundo e toda a criação) arruinaram minha vida ao ponto de eu preferir eu e minhas invenções a qualquer coisa do mundo além do futebol.
Ah! E já ia esquecendo, mas 'alguém' me lembrou... I'll NEVER Walk Alone! (:
That's not all but enough for now.

sábado, 2 de abril de 2011

Até que o facebook não é tão ruim... (:

E foi completamente sem querer! (:

sexta-feira, 1 de abril de 2011