Informações não pedidas e tão pouco necessárias

Minha foto
Princesa herdeira, daemon, cabelo, escritora, amigona, dragona e dona do Blaublau; assistente técnica do melhor time e sem paciência pra você. Pra me atormentar basta existir, mas espera atrás da capa. Ah é... eu sou o Batman.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

O frio

É a primeira vez que o conceito de frio como uma entidade se tornou compreensível pra mim. É como se ele fosse um ser malvado que fica espreitando em todos os cantos e até consigo imaginar seus dedos longos e gelados deslizando para tentar me pegar. Ele fica atrás do box, só aguardando, e quando você sai ele te pega pelo pescoço ou pelo braço. Ele fica parado ao lado da cama enquanto durmo, esperando que acidentalmente eu acabe deixando um dedo ou meu nariz para fora do cobertor e ele possa agarrá-lo. E ele tem um sorriso diabólico que arrepia até a alma. Eu não sei quem falou que o inferno é quente, cheio de chamas, mas provavelmente deve estar enganado. O inferno é a geladeira do diabo e se queima, queima de tão gelado que é.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

I don't have a name for this one

Hum... é um perigo quando eu venho postar assim, sem saber o que quero dizer, só querendo escrever...
Sem contar que eu não tenho mais nada pra falar, quer ver?
O mundo está perdido.
Eu odeio as pessoas.
Tudo e todos me irritam profundamente.
Vai se fuder.
Futebol é lindo.
Tolkienzinho é um gênio.
Eu odeio gente preconceituosa.
Morango não deixa de ser fruta só porque você não gosta, do mesmo jeito que um livro/filme/música não deixa de ser literatura/cinema/música pelo mesmo motivo.
Go fuck yourself.
O Brasil é um país incrível e só quem é idiota pensa o contrário.
Eu sou insuportável.
Não, eu não vou mudar.
Então eu fiz um desenho... sim, aquele ali de cima. Deixe-me explicá-lo:
Esse é o mundo! Na verdade o Universo! Com tudo que tem nele... aquelas manchas pretas/cinzas são as pessoas... e tem as árvores, as águas, as montanhas, os pássaros, o sol, o espaço, os planetas (viram, eu consegui fazer o anel de saturno), tem até a perninha de Deus lá... e longe de tudo isso, completamente isolada, tem eu e o Blaublau... e aquele coitado lá nas montanhas tentando me salvar é o Fer, claro.
O roxinho ali do lado é tudo o que pode existir, mas eu não sei... porque estou sempre presa nesse limbo que não é nada, sozinha e sem conseguir alcançar o Fer.
Pois é...
Btw, viram que eu estou com a camisa do Liverpool?