Informações não pedidas e tão pouco necessárias

Minha foto
Princesa herdeira, daemon, cabelo, escritora, amigona, dragona e dona do Blaublau; assistente técnica do melhor time e sem paciência pra você. Pra me atormentar basta existir, mas espera atrás da capa. Ah é... eu sou o Batman.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

E parabéns

pra você, meu blog lindo e fofo!
Beijinhos.

Recado


Olá, meus queridos. Hoje estou aqui para falar de uma das coisas que eu mais amo e amo demais: o Corinthians!
Meu Deus! 100 aninhos, já!! Eu só tenho 26, mas foram 26 anos com o Corinthians. Alguns alegarão que eu não me lembro, mas eu sei. Nasci Corinthians e morrerei Corinthians.
Eu queria poder dizer um monte de coisas para você, meu querido time, mas dizer o que? Você sabe que eu te amo e é o que importa. Tantos momentos lindos. Tanto sofrimento. Mas tudo sempre valeu a pena. Engraçado que você é quem vai fazer 100 anos amanhã e eu que sempre fui presenteada com o orgulho de poder encher a boca, estufar o peito e dizer: SOU CORINTHIANA! Obrigada por tudo!!!
Agora um recado para os adversários: Vocês estão nos enchendo por não termos ganhado a Libertadores no ano do centenário e de não termos ganhado nenhuma Libertadores até hoje e de não termos estádio e de não termos, ainda, nenhum título nesse ano. Mas o problema é que vocês não entendem que, embora seja legal acontecer essas coisas, elas não são o principal. Nosso amor pelo Corinthians está acima de qualquer coisa, boa ou ruim. Libertadores é um título importante? Claro! A gente quer ganhar? Claro! Mas o fato de ainda não termos ganhado ainda não diminui em nada a nossa alegria de corinthiano e de comemorar nosso centenário. Não sei se vocês entendem o que é isso: amar seu time acima de qualquer resultado, acima de qualquer título que tenha ou não ganhado. É uma pena saber que, para vocês, torcedores de outros times, se vocês não tivessem uma Libertadores, vocês não comemorariam o centenário de seus times. A gente não precisa não. A gente quer. Mas não precisa. Porque amamos essa nação imensa que é o melhor time de todo universo para cada corinthiano do mundo.
Te amo, meu Corinthians!!!!!!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

ESCLARECENDO

GENTE! Então, pra quem não entendeu, não estou implicando com o site do qual postei o print, apenas usei como exemplo. A minha indignação está no fato de ser crime discutir (negando ou não) um fato histórico como qualquer outro. Aquele ali não é o único lugar em que isso acontece. É CRIME!!!! Sabe o que é você ser PROIBIDO de dizer "E se" sobre alguma coisa? Então...
Então, por favor, me dizer que o servidor do site é alemão o que isso dá muita confusão não é desculpa. Negar o holocausto continua sendo crime e ISSO é um absurdo! Até judeus já foram presos e processados por dizer que não aconteceu certas coisas nos campos que eles estavam. Agora só pensem... Enfim!

Ah, que se dane, vou falar!

Ah gente, FAÇA O FAVOR, NÉ???? WTF é isso aí??? Colocar a negação do holocausto como algo do mesmo nível de racismo e pornografia infantil? Como assim? Por que eu não posso questionar? É um fato histórico como qualquer outro, ou não? Por que não tá ali que é proibido negar as torturas no Morro de Santo Antônio? Por que não tá ali que é proibido negar os assassinatos que os EUA cometem todo santo dia com alegações absurdas? Ah, vá se fuder!!! Cada vez que vejo uma coisa dessas em algum lugar tenho mais certeza que tem coisa muito estranha nisso aí, porque se fosse um fato histórico como qualquer outro, ele seria tratado como um fato histórico como qualquer outro. E nem vem me falar que é por causa do número de mortos, porque como já disse o carinha lá do Invasões bárbaras, o massacre de não sei quando lá tem um índice de mortes infinitamente superior ao número de judeus mortos na II Guerra e os coitados não tem nem um museuzinho de beira de estrada. Só digo uma coisa: É UMA VERGONHA ISSO!

Niversário do Fer e do Blaublau!


Ah! Você não conhece o Fer e o Blaublau? Não sabe o que tá perdendo! São os meus melhores amigos de todo o mundo e adoram bacon e eles são fodas!
Parabéns, Fer! Parabéns, Blaublau!
Ah! E esse é o terceiro aniversário do Blaublau no ano, porque ele tem 3 aniversário, sim!
Love you.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Batata


Hoje fui fazer compras. Quando fui comprar as batatas, comecei a pegar as mais pequenas, como sempre faço. Aí... então, eu sempre pego as batatas que estão perto uma da outra, porque tenho dó de separá-las. Vai que elas são super amigas ou estão em um relacionamento. Mas hoje tive que separar duas delas, porque uma estava podre. E AGORA TO ME SENTINDO SUPER MAL POR ISSO, NEM TENHO CORAGEM DE OLHAR PARA A BATATA!
Mundo cruel.

Ah!

Hoje também é o dia em que o Getúlio Vargas se suicidou e o dia que o Brasil entrou na II WW. O ano vocês sabem, né? Faz favor! Não? Aff... 1954 para o primeiro e 1942 para o segundo.

Hoje é aniversário do Precious!!!!!!

Para quem não sabe, Precious é o nome do meu primeiro (sim, eu tenho vários) O Senhor dos Anéis. E hoje é o aniversário de 8 aninhos dele!!! Parabéns, Precious querido!!!! Você sabe que eu te amo muito, muito, muito!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Festa Hobbit


Olá, pessoal! Então, estou aqui para falar de uma festa. EEEEE!!!
Quem nunca sonhou em poder ir numa festa Hobbit? A festa muito esperada? Pois esse ano você pode!!! Um delicioso jantar Hobbit estará sendo servido no dia 11 de setembro de 2010, com direito a música e dança depois, inclusive um recital de piano com Elfhelm . Aí vai algumas informações:

Local: Associação Beneficente dos provincianos de Osaka Naniwa-Kai
Rua Domingos de Moraes, 1581 - Vila Mariana
(ao lado da estação Vila Mariana do Metro)

Horário: das 18:30h às 22:30h

Traje Obrigatório: Tolkien ou Medieval (lembra-se de O Senhor dos Anéis? Então, agora é só se inspirar para criar sua roupa especial)

Convites:
R$ 65,00 para membros de grupos amigos até 15 de agosto.
R$ 70,00 após a data acima, então é melhor correr e garantir o seu logo!
Claro que este valor inclui tudo o que já foi citado: comida, bebida (bebida alcoólica limitada), música, mathons e prêmio.

Não demorem! Os convites são limitados e não haverá venda na hora!

Para mais informações entrar em contato pelo e-mail festahobbit@gmail.com ou no blog festahobbit2010.blogspot.com

Bilbo agradece em nome de todos os Hobbits!

Old Man River

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Lewis manda um beijo para a galera 6

"- Odeio quem não tem opinião própria e é influenciado até por um balão.
- Nossa, eu também.
- Gosta de morango?
- Não.
- Sério? Como assim? É a melhor fruta do mundo!
- Nossa, é verdade. Agora que você falou que lembrei. É a melhor fruta do mundo!"

Lewis manda um beijo para a galera 5

"- Você é minha melhor amiga.
- Que lindo!

...

- Você é minha melhor amiga.
- Obrigada! Significa muito pra mim!

...

- Você é minha melhor amiga.
- Eu sei.

...

- Você é minha melhor amiga.
- Vai se fuder!"

Lewis manda um beijo para a galera 4

"- Não gosto dela. Ela é blu. Eu não sou blu e odeio blus.
- É mesmo. Eu também não gosto.
- Blus são o pior tipo de pessoas que existem no mundo.
- Verdade.
Algumas horas depois, no msn:
- Odeio blus.
- Eu também.
Em algum outro lugar da internet, a mesma pessoa...
'Eu sou muito blu e admiro do fundo do coração todos os blus do mundo. Seja blu você também."
Ainda no msn:
- Que ódio desses blus. Vou dormir.
- Ok, vai lá.
Em outra janela do msn:
- Olá, sou blu, você também é? Porque odeio quem não é blu."

Oversætter

Det er ikke noget, prøver bare at vise, hvordan en tekst på et andet sprog henleder opmærksomheden. Jeg siger ikke noget, men bare for at vise en masse forskellige karakterer på skærmen på din computer, vil du finde smukke. Jeg vil vædde på! Jeg tror også jeg ikke kritisere dig. Og med det rigtige billede... tur digter, geni, misforstået af verden og Raimundo. Idiot.

Concurso

A melhor interpretação dessa imagem ganhará um livro (sim, aquele da promoção da Copa, que ninguém ganhou). Pensem bastante, criaturinhas, e lembrem-se de tudo que as nossas professoras geniais nos ensinaram na faculdade (pedras são plumas HAHAHAHAHAHAHAHA).
Se você não teve o privilégio de ter essas aulas, você tem muito mais chances de ganhar.
Eu escolho o vencedor, ou seja, vai ser muito pouco subjetivo e se eu não for com a sua cara, nem tente, meu bem, você nunca irá ganhar. Pouco me importa a ética e os bons costumes. Meu blog. Meu concurso. Hahahahahaahahahahaha.
É isso.
Boa sorte a todos! E lembrem-se: TODOS PODEM GANHAR.

Versões

Ah! Estive pensando. Óbvio. Enfim, pensei em algumas coisas e cheguei a uma conclusão absurda, boba e indiscutivelmente correta (estou escrevendo isso só para alguém se esforçar muito para provar que eu estou errada, claro. Mas vai que alguém não entende... Seria uma piada, inclusive. Ah... estraguei a piada! Alguém jamais me perdoaria... (bitch)).
Não há verdade! Tudo são versões. TUDO.
Por exemplo, suponhamos que alguém está dormindo e vem um outro alguém e beija este alguém que está dormindo sem que o alguém adormecido acorde. No dia seguinte o beijoqueiro diz para o dorminhoco (vejam que jamais expresso algum tipo de julgamento em relação a meus personagens) que o beijou, mas o dorminhoco nega e jura que não foi beijado. Quem está mentindo e quem está dizendo a verdade?
Alguém que não se deu ao trabalho de pensar pode dizer "Ah! Mesmo que não saiba, quem está mentindo é o dorminhoco, porque ele FOI beijado". Mas será que foi mesmo? Quem está dizendo isso sou eu. E se eu estiver mentindo? Ou melhor, e se essa for a minha versão dos fatos? Entendem?? São tudo versões. Jamais saberemos nada ao certo. Não há verdade! Não há sequer fatos, pois vejam, se algo ocorre com uma pessoa, você tem a palavra dela de que ocorreu, mas nada a impede de mentir e você nunca vai ter certeza do que realmente aconteceu. Se acontece com mais de uma pessoa, você terá versões do mesmo fato e mesmo que estas versões sejam idênticas, jamais deixarão de ser versões. Alguém pode aceitar como verdade. Eu, certamente, não. Nesse ponto alguém pode dizer "mas se acontece com você, VOCÊ sabe que é verdade". Sabe mesmo? Depois de um tempo, quando você tenta se lembrar de alguma coisa que aconteceu, as coisas não ficam um pouco confusas? Porque são memórias, não são fatos, nem verdades. A única coisa que posso pensar em chamar de verdade é a escrita, porque por mais que ninguém acredite que fui eu que pensei ou escrevi esse texto, ninguém pode negar que ele está escrito. Está aqui. E se depois de algum tempo você duvidar disso, pode voltar aqui e ver que ele continua escrito. A menos que eu o apague, mas aí ele não seria mais escrita.
Bem, tudo isso porque estava relendo o Silmarillion e pensei "E se esses Valar bandidos estivessem moldando o mundo pra eles e não para os Filhos de Ilúvatar? Afinal, o que está sendo contado ali é a versão dos Valar, que foi contada aos elfos." Tudo muito doido, mas foi o que pensei.
Versões. Contando a história do mundo desde a primeira versão.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Lewis manda um beijo para a galera 3

"- Eu estava lá e isso não aconteceu.
- Eu estava lá e isso aconteceu.
- Eu acho que nos interessa mais que tenha acontecido. Prendam o primeiro cara.
- Mas eu tenho provas de que isso não aconteceu.
- Não aceitamos suas provas.
- Por que não?
- Porque elas provam que nós estamos errados."

Lewis manda um beijo para a galera 2

"- Então como era?
- Assim.
- Não tem como ter sido assim.
- Tem sim.
- Você está mentindo.
- Está me chamando de mentiroso?
- Sim.
- Guardas!"

Diálogos possíveis 3: A batalha final. RELOADED

No último episódio, Coringa percebe que não poderá viver sem Mirane e desafia o Homem de Ferro para um duelo, à meia-noite. Depois de lutarem por quatro horas, Coringa explodindo coisas e o Homem de Ferro também, eles param, exaustos.
- Você não tem a mínima chance, palhaço, ela me ama! Eu sou o homem da vida dela.
- Pode até ser, homem de latão, mas EU sou sua alma gêmea. Você não pode lutar contra isso.
- Mas posso lutar contra suas bombinhas. Elas não são páreo para minhas grandes explosões de luzantium maximus.
- Hahahahahahaha. E de que adianta você me vencer aqui se ela preferir ficar chorando por mim ao invés de ficar com você?
- Mas que inferno, palhaço! Se você acha que é só isso que importa, por que estamos aqui lutando feito idiotas? É só irmos lá e perguntar para ela quem ela prefere. Por que não fizemos isso antes?
- Porque nós somos idiotas, latinha. Todos nós. Você acha que é diferente de mim ou do Batman?
- Ah, nem vem, palhaço! Vamos logo falar com ela.
Eles se dirigem ao galpão em que Mirane os aguarda e quando lá chegam, se deparam com uma cena aterradora. Ela está toda feliz, de mãos dadas com outra pessoa: Buttons, o palhaço.
Os dois saem tristes do recinto e se sentam em um carro destruído. Depois de alguns minutos de silêncio, o Coringa diz:
- Mas você viu que ela prefere um palhaço...
PUM! O Homem de Ferro acerta em cheio o rosto do Coringa com um soco e ele cai desmaiado.

THE END!

Super beijo pra minha mãe, pro meu pai, pro meu cachorro e pra você, que entendeu a referência.

E sim, minha personagem foi muito vadia!

Mas antes de darmos prosseguimento...

Bem, gente! Lanço agora nesse blog a série "Lewis manda um beijo pra galera". Não haverá explicações, não haverá respostas, mas se você achar que está entendendo o que estou dizendo (o que me faria muito feliz), por favor, seja discreto.
Love you.

P.S. Mas antes, no próximo post, terminarei a primeira série lançada neste blog, a "Diálogos possíveis"

Lewis manda um beijo para a galera

"- Meu primo morreu de ovo cozido.
- Mas ovo cozido mata?
- Matou meu primo.
- Acho estranho. Vamos perguntar para esse especialista em ovos cozidos.
- Olá, Sr. Especialista em ovos cozidos. Ovo cozido mata?
- Não.
- Mas esse cara aqui diz que o primo dele morreu de ovo cozido.
- Ele está mentindo.
- Não, não estou.
- Está sim. Ovo cozido não mata.
- Mata sim. Meu primo morreu de ovo cozido."

domingo, 8 de agosto de 2010

Se contente com o segundo lugar, querido.


Olá, pessoas! Saudades? Eu sei que não, mas não ligo.
Então, teria mil assuntos para tratar aqui, mas me deterei em um: A origem, do Nolan (vejam, queridos, o papel fundamental da vírgula na língua portuguesa).
Eu amei o filme. Era exatamente o que eu esperava do Nolan, do elenco e do Hans Zimmer. Mas esse é o problema. Foi EXATAMENTE o que eu esperava. Nada mais. Ok, eu sei... ando muito exigente, mas não posso fazer nada se os gênios me acostumaram mal.
Em alguns momentos cheguei a pensar que A origem era melhor que o Cavaleiro das Trevas, mas depois pensando melhor, fiquei em dúvida. Acho que estão no mesmo nível e amo os dois.
Agora meu problema com o filme foi algumas pessoas dizendo "não dá para entender nada" ou "você entendeu?" COMO ASSIM? Quem não entendeu? Até minha cachorrinha se assistisse entenderia. Até Sexto Sentido é mais complicado que ele, ah vá, por favor...
Vejam bem, não estou dizendo que é um problema DO filme. É um problema meu COM O filme, ou seja, as pessoas sem senso que fazem esse tipo de comentário. Eu não sou do tipo que gosta das coisas que não entende, SÓ porque não entendeu. Quando eu gosto ou não de coisas que eu entendi ou não são por outros motivos que não a minha compreensão. Na verdade, em relação ao filme, foi o que eu mais simpatizei. O Nolan não pensou "nossa, vou fazer uma coisa que ninguém vai entender aí todo mundo vai amar". Não. Ele foi claro, simples, direto e objetivo. Quase até demais... teve uma hora que eu achei que ia me irritar, pois parecia que ele tava querendo dizer "calma, Leo, explica mais devagar senão a platéia não vai entender..." Ai, não... Prova disso é que os retardados barulhentos que estavam perto de mim entenderam perfeitamente. Mas eu perdoei esse deslize, afinal, O KEN WATANABE TAVA MUITO FODA!!!!!! E o Hans, né... DEUS!
O mais engraçado foi meu processo de identificação, afinal, eu sonho muito daquele jeito, tipo sonho dentro do sonho dentro do sonho. Sério! Quem me conhece já me ouviu contar várias vezes. É muito legal! Como já disse, meus sonhos são incríveis!!! Acho que são a melhor parte de mim e da minha vida.
Concluindo: valeu muito a pena ir morrendo pro cinema pra ver esse filme, depois de esperar 6 meses, vendo aquele cartaz maldito, com aquele elenco foda e o nome do Nolan na direção.
Nolan, querido, não se chateie, mas você ainda vai ter que comer muito feijãozinho pra chegar aos pés do meu Tornatore. Mas você é muito foda, viu! Te amo desde, sei lá, O grande truque (quando assisti Amnésia pela primeira vez achei meio besta, justamente por querer ser "super difícil de entender", mas depois gostei...) Um beijo para você!

P.S. Eu sei que poderia deixar mais clara minha opinião sobre o filme e que fui meio confusa, mas não estou muito "in the mood" pra escrever esses dias, só quis falar sobre o filme porque gostei mesmo.
Love you.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Fuck yeah, Tornatore! ou A lenda do pianista do mar


Inacreditável é a palavra que descreve esse cara. Como pode? Eu ainda não tinha um diretor preferido. Agora tenho. Maldito Tornatore. Sai por aí, fazendo filmes incríveis, que dizem exatamente o que a gente quer dizer e não sabe como. Que nos apresenta de uma maneira absurdamente simples e encantadora todos os problemas da nossa vida. Ok! Eu só assisti três filmes dele e ainda faltam sete, mas puta que o pariu!
E o Tim Roth? Nunca tinha nem reparado nessa criatura. Ganhou meu respeito para sempre.
Sobre esse filme, especificamente, o que tenho para dizer é que o diálogo final entre o Mil e Novecentos e o Max é impressionantemente perfeito. É mais ou menos o que venho tentando dizer, mas ninguém entende. Enfim, mais nada a dizer!

domingo, 1 de agosto de 2010

O melhor que podia acontecer ou suas preces foram atendidas.

Pronto! Parabéns para mim! Achava que não podia piorar e BAM! Óbvio que sempre pode...
To muito cansada, muito mesmo. Não quero mais nada, nadinha desse mundo. Posso ser dispensada, por favor? Não quero mais saber o que poderia ter acontecido ou o que poderá acontecer, pois nada fará diferença. Nada é importante. Ninguém se importa. É assim e pronto!
Decidi que me trancarei no quarto, nunca mais sairei. E pretendo muito cumprir isso. Não quero mais saber de internet, nem de livros, nem de filmes, muito menos de pessoas. Não quero saber de nada. A única coisa que fica ecoando na minha cabeça agora é I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I don't care. I DON'T CARE.
Pronto, é isso.